Sinalização Subaquática

Debaixo de água, o primeiro cuidado que um mergulhador deve ter antes de executar qualquer sinal, é verificar se o companheiro de mergulho está preparado para o receber, sob pena do sinal não resultar.

Se for necessário, atrai-se a sua atenção através de um dispositivo de sinalização sonora (ver Módulo T3 – Equipamento diverso) ou simplesmente batendo com o cabo da faca na garrafa.

Garantida a atenção do companheiro, deve então executar-se o sinal adequado, lentamente e com a maior clareza, para uma perfeita compreensão.

Se for um sinal que traduza uma pergunta, o sinal de resposta deve ser igualmente claro, para que também seja bem compreendido.

Todos os sinais devem obrigatoriamente receber uma resposta, ainda que seja a simples confirmação de que foram compreendidos

Em mergulho nocturno, utilizam-se os mesmos sinais que durante o dia, devendo o mergulhador fazer incidir a luz da sua lanterna sobre a mão que efectua o sinal, de modo a que este seja visto pelo companheiro de mergulho. Além disso existem dois sinais especificamente nocturnos, que são feitos exclusivamente com a lanterna.

É importante que o mergulhador possua um dispositivo de sinalização sonora (ver Modulo T3 – Equipamento Diverso) para alertar o companheiro ou a embarcação.

Um dos sistemas mais utilizados para a comunicação entre um mergulhador submerso e a embarcação de apoio, é através de um cabo, manipulado de acordo com um “código de puxões” definido internacionalmente. Como esta situação não se insere na actuação do Nível 1, a descrição deste sistema será feita num nível superior de formação.

Actualmente existem meios electrónicos de chamamento dos mergulhadores para a superfície e de orientação subaquática. Estes últimos permitem que o mergulhador, baseado nas indicações de um detetor de sinal eletrónico que transporta no pulso, se dirija diretamente para a fonte emissora do sinal, colocada sob a embarcação ou no local de saída do mergulho.

Todos os sinais deverão ser treinados na aula teórica, para depois serem reproduzi- dos sem qualquer hesitação durante as aulas práticas