Relógio

CARACTERÍSTICAS

O relógio para mergulho deve ser não apenas à prova de água, mas resistente às altas pressões a que irá ser submetido (verificar para quantas atmosferas de pressão está garantido).

RELÓGIO ANALÓGICO

O que caracteriza um relógio para mergulho é possuir uma coroa móvel graduada em minutos, cujo zero deverá ser colo- cado em frente do ponteiro dos minutos no início do mergulho. O tempo de mergulho é indicado na coroa pelo ponteiro dos minutos.

Esta coroa só deve rodar no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio, para que nunca indique acidentalmente um tempo de imersão inferior ao real. Alguns modelos têm mesmo um travão para impedir que a coroa saia da posição em que foi colocada no início do mergulho.

RELÓGIO DIGITAL

Atualmente, com o desenvolvimento da microelectrónica, utilizam-se cada vez mais os relógios digitais que incluem funções relacionadas com o mergulho, nomeadamente as funções de profundímetro.

CUIDADOS

O relógio deve ter uma conservação muito cuidada. Deve ser muito bem lavado com água doce no final do mergulho e, pelo menos uma vez por ano, deve ser levado ao relojoeiro para limpeza, lubrificação e substituição das juntas tóricas e da pilha (se necessário), e ser verificada a sua estanquecidade.

AVISO

O aparecimento de condensação interior no vidro é sinal de humidade interna, sinal de que há qualquer entrada de água, pelo que é conveniente levar o aparelho a um técnico para ser visto.

CRONÓMETRO

Em substituição dos relógios tradicionais, no início dos anos 80 apareceram os cronómetros electrónicos de mergulho (bottom timer). Estes cronómetros têm um sensor de pressão e iniciam a contagem do tempo quando se inicia a descida (a 1m de profundidade), parando quando atinge de novo a superfície. Os cronómetros de mergulho praticamente desapareceram de cena com a chegada dos profundímetros digitais e dos computadores de mergulho.