O Pânico

Definimos o pânico como um estado de stresse extremo que nos leva a um sentimento de terror súbito e violento, causado por uma ameaça de perigo real ou imaginária, que desencadeia reações e comportamento pouco racionais e por vezes perigosos.

É por esta razão que a identificação dos primeiros sinais de stresse são muito importantes para prevenir uma situação de pânico.

FATORES QUE FAVORECEM UM ATAQUE DE PÂNICO


Quando um mergulhador se encontra sob stresse por um algum dos seguintes fatores:

  • Cansaço físico e/ou mental
  • Viagem
  • Mergulho Noturno, Debaixo de Gelo, Profundo, em Grutas ou Cavernas, ou Mergulho com algum fator de risco
  • Falta de adaptação ao equipamento
  • Falta de consciência do perigo
  • Ansiedade antes do mergulho

Torna-se vulnerável a sofrer um ataque de pânico por apresentar as defesas corporais, especialmente as psíquicas mais debilitadas. Um mergulhador apenas consegue evitar uma situação de pânico de duas formas:

  1. Com um bom treino regular
  2. Com uma boa adaptação ao meio

FATORES POSSÍVEIS QUE DESENCADEIAM UM ATAQUE DE PÂNICO


As causas que podem desencadear um ataque de pânico num mergulhador são muitas, existindo algumas mais influentes que outras e que por experiência foram identificadas como as causas mais comuns de causa de ataques de pânico. Essas causas sao:

  • Perca ou inundação do regulador.
  • Flutuabilidade negativa
  • Correntes fortes
  • Feridas provocados pela vida marinha
  • Frio
  • Ficar preso em algas ou redes
  • Separação do companheiro de mergulho
  • Falta de visibilidade
  • Intoxicação por gases presentes na mistura respiratória
  • Desorientação espacial
  • Esgotamento da mistura respiratória