Máscara

FUNÇÃO

A função da máscara é permitir ao mergulhador uma visão nítida no ambiente subaquático, uma vez que a visão se torna difusa se os olhos estiverem em contacto com a água. Como resultado da utilização da máscara, os objectos parecem maiores e mais perto do mergulhador.

CONSTRUÇÃO E MATERIAIS

Ao longo dos anos, a máscara conheceu muitos aperfeiçoamentos e evoluiu de diversas formas. Desta evolução resultaram diferentes fabricantes de máscaras e uma grande variedade de marcas e modelos. A máscara é formada um ou dois vidros (lentes) e um “corpo” macio que se adapta à cara do mergulhador. A montagem destes dois elementos é feita através de uma estrutura sólida e indeformável, à qual se fixa uma precinta que permite o fácil ajuste da máscara à face.

Máscaras bi-lente e mono-lente

Inicialmente feitas em borracha, actualmente o material mais utilizado no corpo da máscara é o silicone (normalmente preto ou transparente), um material mais duradouro. A perfeita aderência à face é conseguida por intermédio de um rebordo macio, com uma configuração que aumenta a superfície de aderência e ajuda a tornar a máscara estanque com a pressão do ar no seu interior. Na parte inferior do nariz não existe rebordo interno, para que a expulsão da água do interior da máscara se possa fazer com facilidade.

O aumento do campo de visão é obtido através do aumento da dimensão da lente (normalmente máscaras mono-lente) aumentando o volume interno da máscara, ou então aproximando a lente dos olhos (dois vidros separados), solução cada vez mais utilizada pelos fabricantes por permitir desenhar máscaras pouco volumosas.

ÓCULOS E A MÁSCARA DE MERGULHO

Para quem usa óculos existem duas opções:

  1. Poderão usar máscaras às quais são coladas internamente as lentes correctoras, ou
  2. Máscaras cujos vidros simples são substituídos por lentes, com a necessária correcção de dioptrias por estarem em contacto com a água.

A montagem destes elementos deve ser feita sobre a estrutura sólida e indeformável da máscara, de forma a não sofrerem oscilações em relação aos olhos do mergulhador.

ESCOLHER A MÁSCARA

A adaptação da máscara à face deve ser confortável (não deve estar muito apertada, mas apenas justa) de modo a poder ser usada durante longos períodos. Além disso, para permitir uma fácil compensação, a parte que envolve o nariz deve ser projectada para fora, de forma que seja fácil apertar o nariz com os dedos.

A colocação da máscara deve ser feita de modo a que o rebordo não fique sobre os cabelos ou sobre o capuz do fato, evitando assim a entrada de água.

É fácil compreender que a compra de uma máscara exige uma atenção especial e está relacionada com a forma da face de cada um. O modelo que é bom para o indivíduo “A” pode ser péssimo para o indivíduo “B”. Por isso, a escolha deve ser cuidada e é muito importante experimentar a máscara antes de comprar. Deve-se realizar dois testes:

  1. Estanquecidade: Encostar a máscara levemente à face e inspirar pelo nariz. Se a máscara se colar à cara e ficar aderente durante algum tempo, sem cair, está garantida a sua estanquecidade.
  2. Conforto: Para testar a comodidade, deve-se comprimi-la contra a face e certificar-se que nenhuma parte se torna incómoda ou dolorosa, nomeadamente o rebordo e a zona envolvente do nariz.

Independentemente do tipo de máscara preferido, a escolha deverá ter em atenção a morfologia facial de cada mergulhador e as seguintes qualidades:

  • Ter uma perfeita aderência à cara, de modo a ser estanque.
  • Ser confortável, permitindo uma utilização prolongada.
  • Permitir manobras de compensação fáceis.
  • Ter vidro temperado e com bom ângulo de visão.
  • Ter uma parte indeformável para fixação das lentes.
  • Ter um volume interno o mais reduzido possível.

MANUTENÇÃO

A máscara é uma peça frágil e é aconselhável mantê-la numa caixa plástica. Isto protege-a de quedas ou pancadas inadvertidas e do contacto com outras substâncias corrosivas, como por exemplo gasolina ou outros produtos que ataquem a borracha ou o silicone.

A manutenção é muito importante mas simples: lavá-la muito bem com água doce no final de cada mergulho, deixando-a secar à sombra.