1. Triangulação

Este é certamente o método de posicionamento de artefactos entre si mais simples e mais utilizado no registo primário. Grosso modo, consiste na divisão de uma superfície numa rede de triângulos, cujos vértices são pontos bem definidos: o objeto a referenciar e dois marcos (vulgarmente, designados por pontos: p1 e p2…).

Este sistema de posicionamento baseia-se, pois, no estabelecimento de um eixo de referência, sinalizado por dois pontos bem conhecidos (ou chamados marcos naturais ou artificiais, posteriormente georreferenciados). Através de medições diretas entre estes dois pontos e um terceiro ponto, corresponde ao objeto a registar, estabelece-se desta forma uma malha de posicionamento.

Figura 19 – Sequência de Triangulação