M10 – Barotraumatismos

Por barotraumatismos, entende-se a ação agressiva das variações de pressão sobre o organismo.

No mergulho, a agressão barotraumática deve-se à variação dos volumes das massas gasosas, ar ou outros gases, encerradas nas cavidades no organismo. Portanto, o barotraumatismo pressupõe a existência de uma cavidade, encerrando uma massa gasosa que está em comunicação com a pressão ambiente.

Se os gases estão contidos em compartimentos elásticos ou compressíveis, como os pulmões, estômago ou intestino, as paredes destes órgãos adaptam-se com facilidade às variações do volume. Mas se os compartimentos não são compressíveis, como é o caso das cavidades ósseas, o ar pode entrar em conflito com a cavidade que o encerra e originar o barotraumatismo.

O barotraumatismo surge quando, por causas anatómicas, fisiopatológicas, ou por alterações temporárias, existe obstrução à livre passagem dos gases entre a cavidade onde estão contidos e o exterior.

NO FINAL DO MÓDULO O ALUNO DEVE SABER

  1. O que se entende por barotraumatismo.
  2. O que causa e qual o sintoma do esmagamento da máscara.
  3. Como resolver o problema do esmagamento da máscara.
  4. Que partes do ouvido estão relacionadas com as variações de pressão.
  5. Qual a causa e como prevenir o barotraumatismo do ouvido.
  6. Reconhecer os sintomas e saber que cuidados ter face a um barotraumatismo do ouvido.
  7. O que é e como prevenir o barotraumatismo dos seios perinasais.
  8. Reconhecer os sintomas e saber que cuidados ter face a um barotraumatismo dos seios perinasais.
  9. Quais as causas e como prevenir o barotraumatismo dos dentes.
  10. Quais as causas e como prevenir as cólicas do escafandrista.
  11. Quais as causas da vertigem alternobárica.
  12. Reconhecer os sintomas e saber como prevenir a vertigem alternobárica.
  13. Qual a causa e como prevenir a sobrepressão pulmonar.
  14. Reconhecer os sintomas e sinais duma sobrepressão pulmonar e saber que cuidados ter face a este acidente.